A cadeirologia e o mito da postura correta

Neste texto clássico da Ergonomia da Atividade, Ada Ávila contesta abordagens tradicionais que buscam identificar e prescrever posturas corretas aos trabalhadores, sem considerar a ação humana durante o cumprimento dos objetivos da produção. Descrevendo os resultados de um estudo ergonômico realizado no setor de caixas de um hipermercado, a autora aponta limites da análise que desconsidera a dinâmica do arranjo das partes do corpo em situação real de trabalho.

Leia o artigo aqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s