Dossiê “Organização do Trabalho e Ergonomia”, da revista Produção: réplica de M. Jackson

Dando continuidade ao ciclo de debates publicados pela revista PRODUÇÃO (2000), sobre a confrontação prática entre ergonomia e organização do trabalho, encontramos a seguir a réplica de Marçal Jackson ao artigo de Mário Salerno, quando este defende que a análise ergonômica do trabalho esbarra em limites organizacionais na melhoria das condições de trabalho, e que a abordagem organizacional poderia suprir tais limites. Marçal Jackson apresenta a abordagem da atividade futura (AAF), que busca viabilizar a participação dos ergonomistas em projetos organizacionais, tornando-os “atores do processo de projeto”.

Confira no link: http://www.scielo.br/pdf/prod/v9nspe/v9nspea04.pdf

A réplica ao texto de Salerno contou com a produção de outro texto por Francisco Lima, que será mostrado no próximo post!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s