Reestruturação Produtiva e Variabilidade do Trabalho: Uma Abordagem da Ergonomia

Postamos hoje um artigo clássico na área da Ergonomia, publicado em 2000 por Julia Abrahão, na revista Psicologia: Teoria e Pesquisa, que discute o conceito de “variabilidade” no trabalho.

Neste artigo, Abrahão discute a pertinência de incorporar o conceito de variabilidade no escopo de um projeto de automação/informatização dos postos de trabalho. Ela afirma que, ao considerar as variabilidades na concepção de um projeto, a distância entre o previsto e o realizado toma outro significado, tornando-se um fator positivo para a produtividade e incorpora as competências do trabalhador. Neste sentido, propicia-se uma melhoria das condições de trabalho, flexibilizando e reduzindo a polarização imposta pelo trabalho prescrito, cuja referência é, geralmente, um operário médio, bem treinado, que trabalha em um posto estável. A autora conclui defendendo que a contribuição da análise ergonômica do trabalho pode gerar transformações mais pertinentes no trabalho, pois ela possibilita a compreensão das estratégias de construção do problema, as limitações da organização do trabalho e os elementos a serem incorporadas no treinamento.

Leia o artigo completo aqui.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s